sábado, 9 de setembro de 2017

Pavlova floresta negra



No passado dia 2 de setembro completei 35 primaveras! [Ó tempo, abranda por favor!!!] E como ocasiões especiais, merecem "bolinhos" também especiais, juntei 2 coisas que eu adoro: bolo de chocolate e pavlova. Ficou soberbo!!!



Pavlova floresta negra
RECEITA

INGREDIENTES

Para o merengue de chocolate:
4 claras de ovos grandes
200 g de açúcar em pó
1 colher (sopa) de vinagre
2 colheres (sopa) de cacau em pó
50 g de chocolate negro (70% de cacau)

Para o bolo:
200 g de chocolate negro (70% de cacau)
150 g de manteiga sem sal
2 ovos grandes
4 gemas
55 g de açúcar mascavo
1 colher (chá) de extrato de baunilha
50 g de farinha de trigo fina
1/2 colher (chá) de fermento em pó
50 g de miolo de amêndoa moído

Para o ganache de chocolate:
50 g de chocolate negro (70% cacau)
50 mL de natas
2 colheres (sopa) de açúcar

Para o chantilly de chocolate:
150 mL de natas frescas para bater
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de cacau em pó
gotas de limão

Para a decoração:
frutos a gosto (amoras, framboesas, mirtilos e groselhas)
raspas de chocolate
cacau em pó para polvilhar

MODO DE PREPARAÇÃO

Para o pavlova:
Ligue o forno a 150 ºC. Posteriormente, quando colocar o merengue, reduza para os 110-120 ºC.
Forre o tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e desenhe nele 1 círculo de 18 cm.
Bata as claras em castelo.
Adicione o açúcar (uma colher de sopa de cada vez) e continue a bater até obter um merengue bem firme.
Junte o vinagre, o cacau peneirado e o chocolate bem picadinho. Envolva tudo muito bem, sem bater.
Transfira a mistura para cima do papel vegetal e espalhe dentro do círculo. Pode dar o feitio que quiser com a ajuda de uma espátula, tendo o cuidado de deixar a parte lateral um pouco mais alta do que o interior, de modo a suportar a cobertura.
Leve ao forno a 110-120 ºC durante 1 hora e 30 minutos (dependendo do tipo de forno, poderá precisar de mais ou menos tempo; o merengue deve ficar crocante por fora e esponjoso/macio, tipo marshmallow, por dentro).
Desligue o forno e mantenha o merengue dentro dele até arrefecer completamente (4 a 5 horas será suficiente, mas pode deixá-lo, por exemplo, durante toda a noite).

Para o bolo:
Pré-aqueça o forno a 180 ºC.
Forre o fundo de uma forma de 18 cm de diâmetro com papel vegetal. Unte o interior da forma com manteiga e polvilhe com cacau em pó. Reserve.
Coloque a manteiga e o chocolate aos bocados numa tigela. Coloque a tigela em cima de uma panela com água quase a ferver e retire quando começar a derreter. Deixe repousar durante alguns minutos e depois mexa para homogeneizar.
Numa tigela grande, coloque os ovos, as gemas, o açúcar e a baunilha. Bata tudo até a mistura ficar pálida e dobrar de tamanho (deve parecer realmente espumosa e grossa).
Adicione o chocolate derretido com a manteiga, a farinha, o fermento e a amêndoa. Envolva suavemente até incorporar todos os ingredientes (sugiro adicionar pela ordem indicada e um pouco de cada vez).
Transfira a massa para a forma e leve ao forno durante 30-40 minutos. Faça o teste do palito para verificar a cozedura.
Retire o bolo do forno, deixe arrefecer e depois desenforme.

Para o ganache de chocolate:
Aqueça as natas com o açúcar, sem deixar ferver.
Retire as natas do lume e junte o chocolate picado.
Deixe repousar alguns minutos e depois mexa delicadamente a mistura até obter um creme homogéneo e brilhante.

Para o chantilly de chocolate:
Bata as natas até formar picos moles.
Acrescente o açúcar e o cacau e bata mais um pouco.
Quando as natas começarem a prender, adicione algumas gotas de limão (irão ajudar a estabilizar as natas) e continue a bater até atingir o ponto chantilly.

Montagem:
Apare a superfície do bolo e coloque-o no prato de servir.
Cubra o bolo com o ganache de chocolate, fazendo-o escorrer pela lateral do bolo.
Coloque o pavlova por cima do ganache e espete um palito (comprido) no seu centro (atravessando também o bolo) para o segurar.
Espalhe o chantilly de chocolate no pavlova e disponha por cima as frutas.
Para finalizar, adicione raspas de chocolate e polvilhe com cacau em pó.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
preparação: 1 hora + cozimento + arrefecimento
cozimento (forno): 2 horas
arrefecimento: 4 horas
dificuldade: média
vegetariano: sim
vegano: não
apto para crianças: sim
ingrediente principal: -
nº de porções: 12
prato: bolo
festividade: aniversário


35 já cá cantam!!!

16 comentários:

  1. Tal como tu adoro ambas as coisas, por isso não duvides quando te digo que fico aqui a babar ao olhar para a foto do teu lindo bolinho! :) Também acho que o tempo voa, cada vez mais. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  2. Eu acho este tipo de bolos muito giros e têm sempre tão bom aspetos. A pasta de açúcar esconde muitas vezes a massa do bolo e com estes bolos conseguimos ver exatamente o que vamos comer!!

    Participa no mega sorteio de regresso às aulas que está a decorrer no meu blog.

    http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2017/09/mega-sorteio-de-regresso-as-aulas.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Beatriz :)
      Vou já espreitar esse sorteio!
      Beijinho

      Eliminar
  3. Muitos parabéns Ana! Ficou soberbo? Acho que ficou perfeito. beijinhos

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Ana que lindo bolo. És cá das minhas chocolate tem q ser 70%. Embora reconheça q ás vezes tem q se baixar a gramagem mas pouco😉
    E sra professora explique lá essa coisa do limão estabilizar as natas. Elas conseguem ficar montadas mais tempo? Parecido qdo pomos um pouco de gelatina?
    E 35 primaveras o que é isso. Aproveita bem segundo os entendidos é agora que estás no teu esplendor!
    Beijinhos
    Ana http://acozinhadaanikasblog.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana :)
      Em bolos de chocolate nunca uso chocolate inferior a 70% de cacau, pois gosto deles escurinhos e com sabor (mais) intenso.
      O limão ajuda principalmente na montagem das natas, mas também serve como estabilizante. Ficam fofas e bem firmes! No entanto, tem de se usar natas frescas, gordas (nunca com menos de 38% de gordura) e bem frias (costumo colocá-las no congelador uns 20 minutos antes de as bater). Nunca fiz chantilly com gelatina, mas acho que o resultado não será o mesmo.
      Beijinho

      Eliminar
  5. Oh Ana...pavlova+floresta negra...é pura perdição. Adorei! E que venham outros tantos...PARABENS! beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Que bela forma de celebrar o aniversário :P o bolo estava lindo e certamente delicioso!

    Parabéns mais uma vez pelo aniversário mas também pelo bolo! Mais uma receita a guardar!

    beijinhos

    De aprendiz a chef

    ResponderEliminar
  7. Eu sei, eu sei, já venho um pouco atrasada! Mas mais vale tarde do que nunca! Que bolo magnífico e deslumbrante! É mesmo o melhor de dois mundos! Por acaso não sobrou uma fatia para mim, não?! É o que dá chegar atrasada! Muitos parabéns minha querida! Que sejas sempre muito feliz! Tudo de bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Elisabete :)
      (E não, não sobrou nadinha do bolo!!!)
      Beijinho

      Eliminar

Comente, deixe-me a sua opinião/crítica/sugestão. O seu feedback é importante para o Recanto com Tempero.
Obrigada pela visita e fique por cá :)