sábado, 15 de abril de 2017

Doce de chila (gila)



Hoje trago um doce adorado por muitos: doce de chila! Os peculiares fios de cor branca tornam este doce extraordinariamente sedutor. É utilizado em inúmeras receitas tradicionais ou conventuais, como alguns doces típicos do Natal e da Páscoa. 




Doce de chila (gila) 
RECEITA

INGREDIENTES 
1 abóbora chila 
água e sal q.b. (para cozer a abóbora) 
açúcar (peso igual ao da polpa da abóbora, cozida e escorrida)
água (1/2 L por cada kg de açúcar) 
1 casquinha de limão 
1 pau de canela 

MODO DE PREPARAÇÃO 
Lave a abóbora, seque-a com papel absorvente e coloque-a dentro de um saco. 
Feche o saco e atire-o ao chão para a abóbora se partir. Não utilize facas ou outros objectos metálicos, pois altera o sabor da chila. 
Com as mãos, separe a abóbora em vários pedaços e retire as sementes e os filamentos mais amarelos. 
Lave os pedaços de abóbora em várias águas até deixar de deitar espuma. 
Leve ao lume uma panela grande com água e sal. Deixe ferver. 
Junte a abóbora e deixe cozer, durante uns 45 minutos, até ficar bem tenrinha e a polpa começar a soltar-se da casca. 
Depois de cozida, coe a abóbora e deixe arrefecer um pouco. 
Com a ajuda de uma colher de pau ou de plástico, nunca metálica, raspe a polpa da abóbora. 
Coloque a polpa num escorredor e deixe escorrer durante pelo menos 30 minutos. A polpa da abóbora deve ficar bem escorrida para depois ser pesada. 
Num tacho grande, coloque o açúcar (peso igual ao da polpa da abóbora, cozida e escorrida) , a água (1/2 L por cada kg de açúcar), o pau de canela e a casca de limão. 
Leve ao lume até atingir o ponto de pérola. (Quando o fio que corre da colher for espesso e ficar uma gota suspensa na extremidade.) 
Junte a polpa da abóbora e sem parar de mexer, separe os fios. (Para esta tarefa usei um garfo grande de madeira.) 
Deixe cozer até fazer o ponto de estrada. (Quando, ao passar uma colher de madeira no fundo do tacho, se formar como que uma estrada que deixa ver o fundo.) 
Retire do lume e rejeite o pau de canela e a casca de limão. 
Distribua o doce, ainda quente, por frascos esterilizados e vire-os ao contrário até arrefecer. 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS 
tempo de preparação total: 2 horas e 30 minutos 
tempo de fogão: 1 hora e 10 minutos 
dificuldade: média 
vegetariano: sim 
vegano: sim 
apto para crianças: sim 
ingrediente principal: abóbora chila 
nº de porções: - 
prato: doce 
festividade: Natal, Páscoa




16 comentários:

  1. Adoro doce de gila, é sem dúvida um dos meus preferidos para colocar em jesuitas, tortas e folares :P

    Ainda agora coloquei uma receita de um folar com gila :P

    Feliz Páscoa para vocês =)

    De aprendiz a chef

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Daniel :)
      Agora quero ver se faço qualquer coisa boa com este doce!
      Beijinho e uma Páscoa muito feliz.

      Eliminar
  2. Eu adoro este doce! É dos meus favoritos! Boa Páscoa!

    ResponderEliminar
  3. A minha avó adora este doce, eu nunca fiz! :)

    Comia já um bocadinho, adoro! :)

    Beijinhos Ana

    ResponderEliminar
  4. Adoro esse doce! O teu ficou mesmo apetitoso adoro as fotos.
    Beijinhos!
    Ana
    http://www.receitasfaceisrapidasesaborosas.pt/

    ResponderEliminar
  5. Nunca fiz mas gosto muito! Ficou muito apetitoso!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Joana :)
      Também nunca tinha feito, foi a primeira vez. Ficou aprovado, apesar do trabalho que dá arranjar a abóbora... mas até pensei que fosse bem pior!
      Beijinho

      Eliminar
  6. Gosto, muito de doce de gila, ui,ui...
    bjinhos fofos e gulosos, apareça no http://pratosdabela.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou já fazer-lhe uma visita, Anabela :D
      Beijinho

      Eliminar
  7. Olá Ana, adoro doce de chila mas meu pai ainda adora mais.
    Que lindas fotos, que lindas cores, amei tudo.
    Silvia Castro

    ResponderEliminar
  8. So fiz uma vez no outro natal mas coloquei estrela de anis em vez de canela. Adorei agora tenho de ganhar coragem para partir mais uma abobora a ultima. Adorei a tua explicação. Obrigado pela partilha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, tens de experimentar também esta versão! Fica delicioso ;)
      Beijinho

      Eliminar

Comente, deixe-me a sua opinião/crítica/sugestão. O seu feedback é importante para o Recanto com Tempero.
Obrigada pela visita e fique por cá :)